top of page

Cuidar e o despertar das consciências

O Agrupamento de Escolas Professor Óscar Lopes, todos os anos, no âmbito da campanha Laço Azul, promove várias atividades, com o intuito de sensibilizar para a proteção das crianças contra os maus-tratos na infância.


No presente ano letivo, o temo aglutinador escolhido foi CUIDAR. Para podermos prevenir os maus-tratos, temos que saber proteger-nos, a nós e/ou aos outros e, para isso, precisamos de compreender o que significa proteger. E proteger é também CUIDAR, cuidar de mim, cuidar do outro e cuidar do mundo, das minhas relações e do ambiente que me rodeia.


Neste caminho de cuidado e proteção, foram realizadas, entre março e abril, diferentes iniciativas para professores, assistentes operacionais, alunos e famílias que, para além de promoverem a reflexão e a consciencialização sobre o tema, potenciaram, também, o autocuidado, através de oficinas de Futsal - jogos em família, Biodanza, Zumba e Musicoterapia. As oficinas foram dinamizadas através de recursos internos, parceiros do Agrupamento e Instituições da Comunidade: Plano Nacional das Artes (PNA), Associação Três Anas e a Junta de Freguesia de Matosinhos e Leça da Palmeira. Foram tardes divertidas, de partilha e muita alegria.


Esta iniciativa culminou com um Sarau Cultural na escola-sede do Agrupamento, no dia 30 de abril, pelas 18horas, no qual foram apresentados os diferentes trabalhos e produtos artísticos realizados pelos alunos no âmbito da campanha Laço Azul. O Sarau Cultural foi aberto a toda a comunidade e, para além dos trabalhos expostos, contou com um programa variado de dança, poesia, teatro, letras humanas e música.


As atuações tiveram início com os alunos da educação pré-escolar e do 1.º ciclo, que nos presentearam com a coreografia da música “All you need is love”. Seguindo o slogan da campanha Laço Azul - “Serei o que me deres… que seja amor”, os clubes OMADODO e UBUNTU trouxeram poemas da sua autoria, através dos quais partilharam a crença de que “Cuidar é educar com carinho, unir forças e vontades, é ver, escolher ouvir e apoiar.”

A representação, pelos alunos do 5.º ano, da adaptação das peças de Teatro de António Torrado “Olh´ó Passarinho” e “Vem aí o Zé das Moscas”, trouxe sorrisos e alegria e mostrou que, com respeito, empatia e resiliência, conseguimos ultrapassar os desafios que vão aparecendo na nossa vida.


Os alunos de 7.º ano escolheram letras de Jorge Palma: “Estrela do Mar” e “O meu Amor Existe”, salientando a importância de cuidarmos do mundo que nos rodeia, mas também a importância de sonharmos e de nos preservarmos, de sermos donos de nós próprios, relembrando que “o meu Amor Existe”: o amor-próprio e o amor pelo outro; alguns desses alunos transformaram-se em Letras Humanas e criaram a palavra que inspirou o mês de abril: CUIDAR. Os do 7.º B, após uma sessão sobre dinâmicas do cuidar, criaram o texto “ Cuidar ao Amanhecer”.


Como momentos musicais tivemos o Rap do 8.º B - “Regresso ao Lar” de Guerra Junqueiro, do Clube de Guitarra, a canção “Na tua Essência”, uma adaptação da canção “ No teu poema” de Carlos do Carmo, pela voz da aluna Leonor Mata, e ainda um original em parceria com a Associação HumanizArte, “Quando eu for Trovoada…Sê Amor”.

Foram ainda partilhados os resultados do “Concurso do Cuidar”, que enalteceu aqueles que foram reconhecidos pelos seus pares como os que dentro do nosso agrupamento melhor cuidam.


Como mensagem final deste sarau e de todo o percurso efetuado, esperamos poder todos ser Amor quando as Trovoadas da vida surgirem.


Cuidar é também estar presente.


Obrigada pela vossa presença!




コメント


bottom of page